1/4 de mundo

nln

image

Eu estou tão cansado de tudo. Preciso de um pouco de ineditismo na vida que anda um tanto parada. Cansado de mim também, das minhas próprias lamúrias, como essa que compartilho agora.

O dia hoje foi bem complicado. Cheguei ao trabalho cedo e indisposto e não recebi nada que pudesse modificar o cenário desolador que encontrei.

Espero muito que em uma que seja das muitas curvas do destino eu encontre respostas. Maior que esta vontade, só a de que seja logo.


Publicado em Uncategorized

Futuro

Faz muito tempo mas eu ainda lembro de como era boa aquela corridinha com minha mãe meu irmão para tentar fugir da chuva. Era sagrada, como também era catar palito de picolé na areia para fazer a ponte levadiça do castelo do He-Man. Mas de minhas tardes na praia de Charitas a coisa que mais me encantava era o passeio de Jardineira.

A vista emoldurada pelas janelas coloniais daqueles ônibus marcou a minha infância e é, junto com meu par de meias vermelhas e minhas fugas espetaculares da enceradeira, o que de mais gostoso guardo na minha cabeça.

Lembrei-me do passeio esta semana e, desde então, não paro de pensar. Procurar aqui dentro aquele menininho loiro bochechudo. Tanta coisa mudou! Mas tenho saudade imensa daquelas tardes com minha mãe. Ah se pelo menos ainda fôssemos tão companheiros, talvez, eu voltasse a ser aquele menininho e, aí sim, feliz.

“Mas hoje não dá. Vou consertar a minha asa quebrada e descansar”.


Felicidade

Costumava pensar, quando adolescente – e com tudo q esta fase traz -, que a felicidade era impossível por ser um estado q exigiria o agrupamento d varios momentos d alegria. Q bom q cresci a ponto d ver q os entreatos são fundamentais.


Publicado em Uncategorized
Tags:

E tudo começou com uma caixa de giz

que a sua avó lhe deu aos oito anos de idade. Antes, Paul Klee tocava violino, mas logo cedo interessou-se pelas artes plásticas, que revolucionou. Como ainda não terminou o dia, é tempo de prestar uma singela homenagem a este grande pintor, que completa 70 anos de morte.


Publicado em Uncategorized
Tags: , ,

    1/4 de tudo